Arquivo Categoria: Tradições Marienses

Polvo Guisado à moda de Santa Maria

Nesta quadra que atravessamos muitos são os pratos que servem nas consoadas, sendo mais tradicional o Bacalhau ou uma tradição mais recente importada de outras paragens, o Peru, mas lembro como em muitos almoços de Natal do dia 25, ter aquele polvo guisado com batata, que na realidade era mais ao contrário, batata guisada com amostra de polvo, hoje ao espreitar na panela o que vai ser o almoço, lá estava ele o polvo. Deixo para todos vós a receita muito simples, mas deliciosa.

Bacalhau à moda da Terra

Para uma ceia de Natal em família para 6 pessoas, 6 postas de bacalhau demolhado, 2,5 quilogramas de batata, 6 ovos e 6 cebolas pequenas. Para o molho: 1 decilitro de azeite, 1 cebola grande, 2 dentes de alho, 1 quilograma de tomates, sal e pimenta, 0,5 decilitros de vinagre.

Sonhos de Natal

Para esta receita de sonhos de Natal, uma forma de adoçar este fim de ano, vai precisar de: 1 chávena de água,

1 chávena de farinha de trigo,

5 Ovos,

1 colher de chá de fermento em pó,

calda de açúcar q.b.,

casca de limão.

Colocar a água ao lume com a casca de limão até ferver, junta-se a farinha, mexendo muito bem, deixa-se arrefecer e junta-se a esta massa os ovos 1 a 1, amassando muito bem a cada adição, após o último ovo junta-se o fermento amassando sempre.

Licor de anis

Colocar numa infusão durante uma semana 25 gramas de grãos de anis, inteiros, dentro de 1 litro de álcool a 90º. Passada a semana de infusão prepara-se 1 xarope com 1 quilograma de açúcar em 1 litro de água. Deixa-se repousar uns dias e filtra-se.

.

.

.

.

.

.

 Siga no…


 

Coscorões

Para esta receita de coscorões precisa dos seguintes ingredientes: 75 gramas de fermento de padeiro, 1,5 decilitros de leite, 750 gramas de farinha de trigo, 6 colheres de sopa de aguardente, raspa de meia laranja, 5 ovos, azeite ou óleo, açucar e canela q.b.. Para preparar comece por dissolver o fermento no leite morno, acrescente a farinha e vá amassando, adicione a aguardente, a raspa da meia laranja e os ovos. Bata muito bem até a massa ficar macia e brilhante, coloque-a num lugar aquecido até duplicar de volume. Atingido o dobro do volume estenda a massa com o rolo sobre uma superfície enfarinhada para não colar até atingir uma espessura de cerca de 4mm e corte-a em quadrados de mais ou menos 13 centímetros de lado. Com a roda de coscorões faça uns golpes na massa todos no mesmo sentido espaçados entre si mais ou menos 1,3 centimetros e sem separar a massa nas extremidades, agora deve unir os 4 cantos e pressionar para se manterem unidos, estão prontos a fritar em óleo ou azeite bem quente até ficarem alourados de ambos os lados. Escorra-os e passe-os em açúcar e canela.

Malassadas

Para a quadra Natalícia todos os doces são bem vindos. É crença que o que se come na época de Natal não engorda. Assim sendo mais uma guloseima, mais associada ao Carnaval, mas que vai bem em qualquer época. Para esta receita de malassadas precisa preparar um fermento previamente, da seguinte forma; utilize 1 carteira de fermento granulado tipo Fermipan, misture o fermento numa tigela com água morna, 1 colher de açúcar, 3 colheres de farinha de trigo e deixa-se levedar de um dia para o outro…No dia seguinte coloca-se num alguidar 1 quilograma de farinha, 125 gramas de manteiga, 250 gramas de açúcar, o fermento e 8 ovos. Amassa-se muito bem e deixa-se levedar. Aquece-se bem, óleo num tacho ou panela larga e baixa, onde se vão fritando pequenas porções de massa estendidas à mão. No final pode polvilhar-se de açúcar a gosto.

Licor de Leite

Nesta quadra que se aproxima, que tal receber os amigos com um licor caseiro? Prepare o seu licor de leite você mesmo(a). Proceda da seguinte forma:

Misture 7,5 decilitros de leite fervido e já frio com 1 litro de água, 7,5 decilitros de álcool a 90º, 1 quilograma de açúcar, cascas de 2 limões e 1 pau de canela. Deixe de infusão 4 a 5 dias, agitando de de volta e meia. No final deste tempo filtre com um filtro de papel para dentro de uma garrafa, onde vai ficar guardado. A papa remanescente pode ser utilizada na confecção de um bolo.

Tarefas do quotidiano Mariense

Directamente do baú das nossas memórias colectivas, imagens de um quotidiano mariense não muito distante, a cultura do milho e o cigarro em folha de milho (folheiro) com tabaco “da terra”. E esta gente que se alimentava dos produtos da terra tinha uma longa vida.

Quebrar “cabeça” do milho

 Desfolha do milho

Preparando o “tabaco da terra”

Siga no…

 

Caldo de Nabos – Santa Maria Açores

Para confeccionar o tradicional e saboroso caldo de nabos de Santa Maria, necessita dos seguintes ingredientes:

-Nabos da terra (variedade de nabo mais escuro que só dá com o sabor característico em Santa Maria)

-Carne de porco

-Chouriço de carne

-Toucinho entremeado

-Batata doce

-Sal

Homenagem a José Salvador

No ano de 1999, José Fontes Sousa, organizou uma eira tradicional em Santa Maria, em 2000 repetiu com as técnicas existentes no final do ciclo do trigo, e foi homenageado José Salvador o primeiro empresário mariense a introduzir na ilha uma máquina de debulha de trigo mecânica.

 

[imagebrowser id=2]

WordPress SEO fine-tune by Meta SEO Pack from Poradnik Webmastera
Real Time Web Analytics