Aipo

Aipo (Apium graveolens; Apium sativum), originária do Médio Oriente, planta encontrada no estado selvagem e com muitas variedades. É rico num óleo essencial que lhe confere um sabor agradável ao ser ingerida. O aipo pode ser ingerido cru, em saladas ou cozinhado. Pode ser utilizado em sumo, as folhas e caules a que se juntam uma gotas de limão, toma-se meio copo a cada refeição. Tem um efeito refrescante e tonificante de excelente qualidade.

Está indicado para o tratamento dos edemas, de retenção de líquidos, cálculos renais, ácido úrico, gota, artritismo, reumatismo, hipertensão, diminui os níveis de colesterol, recomendado ainda no combate à obesidade, porque favorece a perda de peso de forma natural.

Precauções: Não deve ser tomado por grávidas, durante os primeiros 3 meses, porque pode provocar contracções uterinas, e prejudicar a gravidez.

Uso externo: Gargarejos com sumo de aipo, e uma ou duas gotas de sumo de limão, ajuda a combater a afonia e a cura de ulceras, bucais.

Uso interno: 20 a 40 gramas de frutos para 1 litro de água a ferver. Deixa-se repousar 1o minutos e tomar 1 chávena 3 vezes ao dia antes das refeições.

Sumo, com o auxilio de uma liquidificadora, faz-se sumo das folhas e caules frescos, mistura-se sumo de limão e toma-se 2 ou 3 vezes ao dia. Tem um efeito diurético, depurativo e anti-reumático.

Fazer uma refeição exclusiva de aipo ou sumo de aipo (pode juntar uma colher de sopa de mel), duas ou três vezes por semana, é muito eficaz para emagrecer, de forma natural e favorece a eliminação de toxinas, permite um bom dormir, é um calmante poderoso contra as insónias e agitação nervosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WordPress SEO fine-tune by Meta SEO Pack from Poradnik Webmastera
Real Time Web Analytics