Arquivo Categoria: Tradições Marienses

Pão de Trigo – Receita

O pão de trigo foi e ainda é (embora menos) a base da alimentação dos Marienses, a versão caseira deste delicioso pão de trigo é confeccionada com farinha de trigo, fermento de milho, água e sal.

Trabalhos de Artesanato Mariense

Trabalhos de Artesanato Mariense.

[imagebrowser id=1]

Pode ser adquirido no lugar do Paúl, São Pedro.

Utensílios Tradicionais Marienses

Boiões de manteiga (Banha de Porco), panela de ferro, pote, espigas de trigo, candeeiros a petróleo e bilha de barro.

Siga-nos no…

 

Transporte em Carro de Bois

Naquele tempo em que o transporte de pessoas e bens era feito na sua grande maioria por veículos de tracção animal, como por exemplo carro de bois. Na Ilha de Santa Maria. (Foto início dos anos 70)

 

Milho no Campo e na Tulha

Campo de milho e tulha de milho 1977, Ilha de Santa Maria.

Candeeiro de Petróleo à Lareira

Garantia a iluminação das casas marienses, antes de haver electricidade na Ilha. Aqui junto à lareira, onde o lume aquece a casa e cozinha os legumes que hão-de alimentar a família à ceia. Alimentados por petróleo vieram substituir as lamparinas a a óleo de baleia, que anteriormente tinham a missão de alumiar as famílias marienses  ao serão.

Alguns adágios populares relativos ao candeeiro.

– “Agosto, candeeiro posto. “
– “Em Agosto candeeiro posto. “
– “Em Setembro palha no palheiro e meninas ao candeeiro. “
– “O pé do candeeiro é o pior iluminado. “
– “Um bom companheiro alumia como um candeeiro. “
 “Um bom conselheiro alumia como um candeeiro.”

Bela Aurora [Moda de Santa Maria]

Pelo Grupo Folclórico “Retalhos Antigos of Artesia” dançando a “Bela Aurora” em Hilmar, California. As nossas modas Marienses vividas além fronteiras.

 

A saga do Trigo

A Saga do trigo é apenas e só um vídeo de época, que está sendo neste momento recuperado de uma velhinha cassete VHS e editado para melhorar um pouco a qualidade de imagem, para salvar em DVD, esta preciosidade para que as gerações vindouras tenham ideia de como era a vida dos avós e bisavós, no seu dia a dia no campo.  Todos aqueles que pretendam vir a ter esta raridade para mais tarde recordar vão ter essa possibilidade, após estar terminado o trabalho de edição. Fica apenas por agora um pequeníssimo excerto não tratado, para dar ideia do que se trata. Peço desculpa pela má qualidade de imagem, mas a cassete está bastante deteriorada e vai ser um trabalho hercúleo a sua recuperação e preservação em DVD, mas é por uma boa causa e vale a pena cada hora de trabalho despendida.

Cozinha Tradicional Mariense

A cozinha típica mariense, era a divisão da casa onde a família se reunia, para as refeições, para o convívio e até para parte do trabalho. Era na cozinha que se recebiam as visitas, se fazia serão, adiantando uma camisola ou remendando umas calças, era o lugar por excelência para o fumeiro, onde se “curavam” os enchidos, muitas vezes se secava roupa no calor da lareira, nos dias que o inverno não o permitia fazer no exterior. Era a principal divisão de uma casa típica mariense.

Debulha mecanizada de outros tempos.

A introdução das máquinas debulhadoras, veio por fim à debulha com o “trilho”, uma mecanização que veio tornar menos penoso o trabalho da debulha do trigo, tanto para homens como para animais.

 

WordPress SEO fine-tune by Meta SEO Pack from Poradnik Webmastera
Real Time Web Analytics