Igreja de Nossa Senhora do Ar

Em memória de Manuel Chaves Carvalho

Do Livro “Igrejas e Ermidas de Santa Maria em Verso

Nossa Senhora do Ar

Tem cinquenta e seis anos [1]

Mandada edificar

No tempo dos Americanos.

.

Quando a Igreja foi feita

Muita gente à missa ia

Era para qualquer seita

Que nessa altura havia.

.

Mais tarde de culto serviu

Só à nossa religião

E o primeiro padre que existiu

Foi o padre Artur Brandão.

.

Que morreu quando ia

No navio motor Arnel

Numa viagem que fazia

De Santa Maria para São Miguel.

.

Talvez pelo estado do mar

Ou pela culpa dos tripulantes

O navio foi encalhar

Numas rochas nos cabrestantes.

.

A igreja era de madeira

Alguém fogo lhe pegou

Ardeu de tal maneira

Que bem pouco escapou.

.

O governo deu dinheiro

E com a ajuda do povo

Em dois mil, a dois de Janeiro

Foi inaugurada de novo.

.

Onde esteve presente

A população local

E o Senhor Presidente

Da Câmara Municipal.

.

Estiveram em Santa Maria

Algumas Senhoras e Senhores

As Juntas de Freguesia

E o Governo dos Açores.

.

Por D. António Braga benzida

Na presença dos paroquianos

No lugar da que foi destruída

Pelo fogo há quinze anos. [2]

Manuel Chaves Carvalho

[1] tinha 56 há data do livro Igrejas e Ermidas de Santa Maria, agora 10 anos mais

[2] passados mais 10 anos desde que foi escrito o livro, ardeu há 25 anos.

História

O primitivo templo foi edificado juntamente com o Aeroporto, em 1944, pelo Comando das Forças Armadas dos Estados Unidos da América para o atendimento às necessidades espirituais do pessoal da base. Com características ecuménicas, era destinado à prática dos principais cultos professados entre aquele pessoal, a saber: catolicismo, protestantismos e judaísmo. Para esse fim, ao fundo do grande salão, possuía uma espécie de palco com um altar muito simples destinado aos cultos referidos. Posteriormente foi construída uma pequena capela onde se venerava uma imagem de Nossa Senhora do Ar (padroeira da Força Aérea Portuguesa) e onde se encontrava o sacrário. Esta capela, destinada exclusivamente ao culto católico, após autorização do Bispo de Angra, D.Guilherme da Cunha Magalhães para o culto dominical, foi consagrada a 6 de Abril de 1947. Foi seu primeiro padre, o padre Artur Brandão, que faleceu no naufrágio do navio de cabotagem inter-insularNM Arnel, no baixio dos Anjos, em 19 de Setembro de 1958.

Erguido em madeira, sofreu um incêndio em 12 de Junho de 1985 que o destruiu quase por completo. Foram infrutíferos todos os esforços dos bombeiros e da população para salvar o templo, do qual subsistiu apenas a torre sineira, de alvenaria, que havia sido recentemente construída.

Com recursos públicos e da população, o templo foi reconstruído, sendo inaugurado solenemente a 2 de Janeiro de 2000.

Presentemente, dispõe de pároco próprio que assiste a toda a população católica do Aeroporto.

 

Siga no…

 

Uma Resposta Igreja de Nossa Senhora do Ar

  1. Kevrell diz:

    Just do me a favor and keep writing such trenchant analesys, OK?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WordPress SEO fine-tune by Meta SEO Pack from Poradnik Webmastera
Real Time Web Analytics