Desapontamentos


Uma linda história, bela
Um amor tão desencontrado,

Ora jantam à luz da vela,

Ora estão cada qual para seu lado.

.

Sinais dos tempos e vontades,

Amores penosos e cruzados.

Por entre soluços e inverdades,

Porque nem todos são amados.

.

Já vai o tempo em que era

O amor para toda a vida.

Agora à mínima querela.

Adeus que me vou Querida!

.

Já não se liga aos momentos,

Já não há cuidado e tacto.

Já não se fazem casamentos;

Hoje celebra-se um contrato.

.

Se uma das partes quiser,

Mudar de ares ou parceiro.

Seja o homem ou a mulher,

Basta dividirem o dinheiro.

.

De novo livres, e sozinhos,

Um curtindo a solidão

Enquanto o outro aos saltinhos,

Celebra a nova união.

.

Em poucas palavras resumo

A vida de hoje em dia.

Libertinagem sem aprumo,

Um atentado à alegria.

Nando

.
Agora escrever no SantaMariaAzores dá prémios.


Siga no...

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WordPress SEO fine-tune by Meta SEO Pack from Poradnik Webmastera
Real Time Web Analytics